Comparação sobre o desejo masculino e feminino

Existem muitas crenças que existem sobre esse assunto; Mitos sobre sexo podem afetar e, em poucos casos, beneficiar pessoas. Muito tem sido dito sobre o desejo sexual em ambos os sexos, cada um sente e expressa de uma maneira diferente.

Fatores que têm a ver com educação, cultura e religião também têm relação com a sexualidade.

Estudos conduzidos pela Universidade do Estado da Flórida descobriram que os homens são mais facilmente estimulados do que as mulheres, já que têm muitas fantasias sexuais. Além disso, os homens pensam em sexo pelo menos uma vez por dia. Portanto, concluiu-se que os homens têm mais desejo sexual que as mulheres. Porem vários estudos mostraram que mulheres que usa o afrodisíaco maca peruana com zma passam a ter mais vontade de fazer sexo do que os homens.

Como é o desejo sexual entre homens e mulheres

O desejo sexual em homens e mulheres nem sempre andam de mãos na mão no mesmo tempo, ou seja, cada um tem suas próprias necessidades e prioridades, assim que deve olhar de forma diferente. O desejo é o que move a sexualidade do casal, quando isso não está presente ou diminui, o relacionamento pode estar em risco.

Vida, hormônios, sentimentos, dia a dia são fatores que estimulam ou anulam o desejo sexual. O desejo sexual é vivido de maneira diferente de acordo com o sexo de cada pessoa.

Fatores que influenciam o desejo sexual dos homens

Os homens desde a adolescência têm uma disposição maior para o desejo sexual porque:

  • Eles ficam excitados com mais frequência.
  • Eles conseguem ter mais fantasias sexuais do que mulheres.
  • Eles pensam muito mais sobre sexo.
  • Eles têm maiores motivações.
  • Eles se afastam facilmente dos problemas.
  • Eles têm a capacidade de concentrar o momento presente e aproveitar ao máximo.
  • Eles estão abertos a repetir momentos íntimos com mais frequência.

Os homens estão sujeitos a diferentes fatores que estimulam ou diminuem o desejo sexual, como pode ser o caso entre eles podemos destacar:

Idade e desejo sexual

Nos homens, o desejo sexual está presente desde a adolescência, uma vez que eles têm a primeira masturbação, eles podem manter uma vida sexual ativa até os 50 anos de idade; a partir desta idade pode-se observar uma diminuição, produto do envelhecimento e diminuição dos níveis de testosterona. O que produz uma diminuição no desejo sexual. Mas a grande vantagem é que quando o homem chega a esse ponto, ele pode fazer o uso do vialis plus que é um estimulante sexual masculino e que ajuda na composição do hormônios.

Tempos em que o desejo sexual aumenta

Para os homens, o melhor momento para fazer sexo é pela manhã, porque os níveis de testosterona são mais altos naquela época, daí a presença de ereções matutinas que acompanham os homens. Diz-se até que durante o verão o desejo sexual dos homens aumenta.

Manter bons hábitos de sono: o sono repousante influencia positivamente o desejo sexual, pois dará uma melhor resposta devido ao repouso.

Tempo de qualidade: os espaços de tempo que são dados ao casal são vitais para a manutenção e o cultivo do relacionamento e para animar o desejo sexual do casal. Conversar, comunicar, compartilhar momentos todos os dias é importante para manter o desejo do relacionamento e do sexo oposto.

Fatores psicológicos

Os homens não se importam em fazer sexo com uma pessoa que não estão apaixonados, é mais fácil dissociar entre desejo sexual, sentimentos e até emoções. É bom saber que, para os homens, é importante se sentir envolvido com a pessoa com quem eles fazem sexo, porque nessa medida haverá maior desejo sexual e satisfação após o sexo.

Nos homens, é um desejo interior que nasce de si. Qualquer momento, lugar ou situação é bom para ter um relacionamento sexual, desde que seu desejo seja o melhor possível.

Para os homens, o sexo é uma prioridade: afeta sua vida diária e todas as atividades que realiza.

Sua auto-estima é fundamental no apetite sexual, porque torna mais intenso e frequente sentir que é atraente para os outros, especialmente o sexo oposto.

Outra de suas características é que não nasce espontaneamente, deve ser cultivada, além disso, a comunicação é importante em qualquer relação para estimular e melhorar as fantasias, pensamentos e encontros eróticos que adornam o encontro sexual.

Há muitos homens que têm uma maior disposição e dedicação ao preâmbulo amoroso, além de conhecer o corpo e se conectar com o prazer de ter e manter um relacionamento com a sexualidade prazerosa.

Eles estão sempre dispostos a manter uma relação sexual satisfatória, que é por isso que sempre falam sobre os homens que têm mais desejo sexual, embora as mulheres também sentem desejos, mas, ao contrário dos homens, tendem a canalizá-los e expressá-los em outra maneiras, fazendo com que isso passe despercebido.

A atração física pode ser uma maneira de demonstrar o desejo sexual, tanto no homem como na mulher, que são capazes de emergir suas emoções mais profundas.

Como manter uma vida sexual saudável e sem competição em ambos os sexos?

Para evitar afetar a vida sexual entre o casal, deve haver harmonia e comunicação entre o casal, estar ativo no trabalho, o físico e, ao mesmo tempo, evitar cair na monotonia dentro do relacionamento. Também é importante evitar as preocupações econômicas, trabalhistas e sentimentais que podem desencadear o estresse.

Praticar uma vida saudável com uma dieta balanceada e sem álcool e substâncias tóxicas contribui para um melhor desempenho da sexualidade sem discriminar ou competir no sexo.

A convivência em todas as áreas contribui para um maior bem-estar físico, mental e emocional, o que se refletirá em cada uma das atividades realizadas pelo casal.

Ir com profissionais que estão bem informados sobre patologias é ideal para resolver qualquer dúvida ou inconveniente que possa surgir durante a sua vida sexual ativa, que é a melhor maneira de experimentar a sexualidade.

Dicas para melhorar o apetite sexual

A diminuição do apetite sexual é um problema que afeta o relacionamento do casal, bem como danos psicológicos para o sofredor. Existem sintomas ou alarmes que alertam a presença dessa alteração, quanto mais cedo você detectar melhores resultados, terá um tratamento.

A falta de interesse ou desejo de manter um relacionamento sexual está ligada a fatores psicológicos, físicos e emocionais que às vezes surgem para expressar que algo está acontecendo no corpo ou na mente e afeta a esfera sexual da pessoa que sofre.

Os homens em algum momento de suas vidas apresentaram alguma sintomatologia que lhes permitiu ver a diminuição do desejo sexual; A importância desta situação é reconhecê-la e tratá-la com especialistas experientes no campo dispostos a fornecer seus conhecimentos e técnicas para o benefício de resolver o problema.

Além disso, é importante reconhecer que ambos os parceiros sofrem com essa alteração, devido a isso, a solução deve ser feita em pares por profissionais com terapia personalizada e adequada aos sintomas apresentados pelo paciente. Se o problema não for psicológico, pode ser algum problema físico, nessa caso o médico irá te recomenda um estimulante sexual para que você posso conseguir manter a ereção novamente.

Qual é a diminuição do apetite sexual?

É a falta ou ausência de desejo sexual de forma prolongada, isso pode levar a problemas de um casal e sua vida em geral.

O apetite sexual pode ser diminuído por múltiplos fatores dentre os quais se destacam:

  • Condições físicas da pessoa.
  • Situação psicológica do paciente
  • Emoções que você está passando naquele momento.

Para algumas pessoas existem outros fatores que podem diminuir o apetite sexual , podem ser os problemas trabalhistas, a situação social em que se encontra e até a época do ano pode influenciar nessa situação.

Causas de diminuição do apetite sexual

Diminuição do apetite sexual pode ocorrer enquanto o homem avança na idade, diminuindo os níveis de testosterona ou a presença de doenças, ingestão de drogas prolongada, problemas psicológicos ou perda de interesse sexual em seu parceiro.

Entre as causas de perda ou redução do apetite sexual estão causas orgânicas e psicológicas.

Causas orgânicas:

  • Velhice: Quando este fenômeno acontece, a produção de testosterona diminui consideravelmente.
  • Doenças endócrinas, como hipertireoidismo, hipotireoidismo, entre outros.
  • Acidente vascular cerebral
  • Doença coronariana
  • Distúrbios alimentares.

Além disso, dentro das causas psicológicas, é possível encontrar:

  • Ansiedade
  • Depressão
  • Problemas de casal
  • Baixo estado de espírito
  • Tratamento antidepressivo
  • Insônia
  • Cansaço físico
  • Estresse

Sintomas de diminuição do apetite sexual

É claro que a falta ou redução do apetite sexual se deve a múltiplas causas e que elas só se tornam evidentes após o início dos sintomas.

Nesse sentido, é importante ter em mente que o aparecimento dos sintomas é um alerta do que está acontecendo dentro do organismo, seja emocional, orgânico ou físico, que deve ser tratado a tempo de evitar que ele se torne um problema de saúde que é difícil de gerir.

A diminuição do desejo sexual pode dar origem a estados específicos como:

Evita ficar sozinho com o casal ou manter um contato íntimo com ela e até tomar a iniciativa durante o relacionamento.

O interesse pela masturbação é perdido.

Dificuldade de concentração.

É muito mais difícil se concentrar durante o ato sexual.

Você perde a capacidade de aproveitar o momento do relacionamento, pode tornar-se um incômodo até se tornar desagradável e é constantemente evitado.

Cansaço generalizado.

Problemas para atingir a ereção, a capacidade de manter a rigidez é perdida e todos os dias são menos frequentes.

Perda de auto-estima na grande maioria dos casos.

Quando o sexo se torna uma obrigação que você deve cumprir com o seu parceiro é o momento de procurar a razão dessa situação, além de reconhecer que há perda de apetite sexual, que pode ser o começo de um distanciamento que pode se tornar uma separação permanente o casal se não for tratado a tempo.

Essa situação afeta diretamente as emoções, pois gera sentimentos de culpa. O mesmo acontece com o estado físico, que em alguns casos acaba sendo o gatilho de algum processo orgânico.

A ereção ocorre com menos frequência pela manhã ou durante o sono.

Todos esses sintomas e sinais são alarmes que se ligam e dão mais atenção à vida sexual do casal.

Uma vez reconhecido o problema, os profissionais devem ser encaminhados para o assunto: uma equipe multidisciplinar, como urologistas, andrologistas, sexologistas ou terapeutas de casais, que atenderão os pacientes individualmente, pois o tratamento é feito de forma personalizada.

Não há tratamento único para essa condição, o tratamento é individual de acordo com as causas e sintomas que o paciente apresenta, somente assim será possível obter maiores benefícios na implementação da terapia a ser seguida.

Os melhores resultados são obtidos do trabalho em equipe e principalmente do casal. Também deve estar envolvido na terapêutica para obter o maior benefício dela.

A automedicação não deve ser implementada, muito menos produtos de uso que não sejam endossados por especialistas reconhecidos no campo onde sua utilidade é devidamente comprovada. Existem muitos produtos usados de maneira enganosa que não atendem aos requisitos mínimos exigidos pela indústria farmacêutica para endossá-los como adequados para o consumo.

Porém existem o viagra natural que são suplementos naturais que não tem contra-indicação que pode ser usados por qualquer pessoa que não irá causar nenhum tipo de efeito colateral, esses suplementos também funciona muito bem.

Prescrever qualquer medicamento usado na terapia de diminuição do desejo sexual deve ser feito por especialistas na área de saúde certificada e reconhecida experiência como ele irá gerar uma maior confiança para seguir as suas orientações e obter o desejado durante os objetivos do tratamento.

Não hesite em consultar o seu especialista no menor tempo possível, isso depende do sucesso a curto prazo do tratamento.

Técnicas Para Melhorar a Libido de Forma Natural

Quantas vezes você teve  relações sexuais com sua parceira depois de uma seca e depois pensou: “Nós realmente deveríamos fazer isso com mais frequência”? Não importa o quão ocupados estamos com o trabalho e as crianças, precisamos de sexo, intimidade e proximidade para o nosso bem-estar geral. Considere sexo uma vitamina; Eu gosto de chamá-lo de vitamina “S.” Certifique-se de tomar uma dose semanal, ou talvez até diária, de vitamina S. Quanto mais você fizer isso, mais terá vontade de fazê-lo. Aqui estão alguns remédios naturais (e estratégias) para aumentar o seu desejo sexual, aumentar a sua dose de Vitamina S, e ajudar você e seu parceiro a dizer “vamos em frente” com mais frequência.

1. Falta de sono. 

A falta de sono pode deixar você sentir qualquer coisa, menos sexy. Todos os pais podem ter empatia com a luta para obter zzzs suficientes durante os anos de criação dos filhos e distúrbios crônicos do sono ande de mãos dadas com o estresse e o baixo desejo.

Enquanto ficar acordado até tarde depois que as crianças foram dormir pode ajudá-lo a terminar um pouco do dia de trabalho e preparar-se para amanhã, isso acabará deixando você cansado e sem descanso, criando um ciclo de constante recuperação e insatisfação em todas as áreas— incluindo intimidade.

Em vez disso, vá para a cama mais cedo, definindo uma hora de dormir para você, que permita horas de sono suficientes para estar no seu melhor jogo – e talvez até mesmo uma sessão entre os lençóis. Também ajuda se você e seu parceiro forem para a cama em um horário parecido, de modo que vocês dois estejam na cama e ainda acordados caso o humor apareça.

2. Tome suas vitaminas. 

Existem muitas fórmulas ou suplementos para aumentar a libido no mercado, sendo o melhor deles o suplemento max power, ele é um suplemento natural que ajuda a aumentar o desejo sexual masculino e feminino. É muito importante obter a recomendação certa para você. Enquanto isso, aqui estão algumas entradas seguras disponíveis na maioria das lojas de produtos naturais:

• A vitamina C aumenta a circulação e dá mais energia ao abastecer suas glândulas supra-renais.
• A vitamina B5 , também chamada de ácido pantotênico, é uma das oito vitaminas B, que ajudam o corpo a converter os alimentos (carboidratos) em combustível (glicose), que é usado para produzir energia. B5 auxilia especificamente na produção de hormônios sexuais e relacionados ao estresse. Traga as Bs!

3. Experimente os botânicos que aumentam a libido:

As plantas são onde os medicamentos convencionais começaram. Então, volte para suas raízes para melhorar o seu desejo sexual natural e atividade. Minha libido favorita impulsionando botanicals são as seguintes:

• Rhodiola é uma planta cultivada em altas altitudes e outras regiões do norte frias. Os benefícios de cura das plantas muitas vezes imitam as necessidades de seu ambiente. Então, para uma planta crescer em climas muito frios, a planta deve ter resistência e forte resistência aos elementos. Daí a habilidade da rhodiola de melhorar o foco, a função cognitiva, a resistência mental e física e aliviar os sintomas da fadiga.
• Schizandra também é conhecido como um tônico de libido. Aumenta a resistência a doenças e estresse, bem como a energia, o desempenho físico e a resistência – também foi demonstrado que ela beneficia a disfunção erétil. Na medicina chinesa, além disso, a schizandra é chamada de “as cinco frutas aromatizadas”. Você pode mastigar essas pequenas bagas, que estão disponíveis em lojas de produtos naturais, e tentar provar todos os cinco sabores em diferentes áreas de sua língua. Sintonizar esses gostos diferentes também pode ser um exercício sensual. Experimente!
• Ashwagandha é conhecido como ginseng indiano. É um afrodisíaco poderoso e ajuda a manter uma ereção, durar mais tempo na cama, aumentar os sentimentos de desejo e melhorar a energia. Também foi mostrado para promover uma mente tranquila e melhor qualidade de sono. Tente ashwaghanda para o rejuvenescimento geral do corpo.

4. Coma seus verdes. 

Vegetais podem não soar sexy, mas, na verdade, seguir uma dieta saudável, com muitos vegetais (espinafre, couve, bok choy, espargos, brócolis) pode ajudar você a entrar no clima. Os alimentos verdes estão cheios de vitamina C – na verdade, eles têm mais vitamina C do que as laranjas, então coma seus vegetais!

5. Explorar alimentos afrodisíacos:

Eles são um mito ou o verdadeiro negócio? A resposta é um pouco dos dois. Se você estiver exausto e esgotado, nenhuma quantidade de ostras ou de chocolate o deixará de bom humor – isto é, até você abordar a causa raiz da calmaria da sua libido. Basicamente, os atalhos nunca são a melhor resposta, e os alimentos afrodisíacos se enquadram nessa categoria.

Embora o chocolate possa aumentar inicialmente a dopamina e a serotonina, também provoca um açúcar alto, seguido por um choque, e pode contribuir para o ganho de peso – o que provavelmente não o ajudará a se sentir mais sexy na cama.

O melhor “afrodisíaco” é uma dieta de alimentos integrais que vai fazer você amar a pele e o corpo em que está. Outros exemplos específicos de alimentos afrodisíacos incluem pimenta, banana , abacate, amêndoa e aspargos.entre muitos outros. Estes, juntamente com uma dieta de alimentos integrais, podem ajudá-lo a entrar no clima. Coma!

6. Movimente-se (e grooving!)

Exercício irá mantê-lo em movimento e grooving de todas as maneiras. Sinta-se sexy e tonificado em sua própria pele, enquanto aumenta o fluxo sanguíneo, desintoxicando seu corpo e estimulando seus neurotransmissores, hormônios e endorfinas (serotonina, adrenalina, testosterona).

A perda de peso através do exercício também ajudará com diminuição da gordura abdominal, aumento do tônus ​​muscular, aumento da resistência, resistência e circulação, o que levará a melhores orgasmos, ereções mais fortes e maior desempenho.

Quer esteja a correr , a fazer musculação, a treinar em academias, em campos de treino em grupo, a fazer ioga ou a juntar-se a uma equipa desportiva, faça do exercício uma prioridade. Pergunta-chave: O que está impedindo você de se exercitar mais hoje?

7. Verifique com você:

tente consultar um profissional de saúde mental, espiritual ou holística com quem você ressoa. Realmente, encontrar-se com um profissional de saúde e discutir todos os aspectos de sua própria saúde ou estado mental é incrivelmente empoderador.

Você pode não estar ciente dos processos inconscientes ocultos no fundo, tais como conversa interna negativa ou baixa autoestima. Reconheça essas vozes negativas e limpe-as, depois passe para o mais saudável e feliz, que realmente ama e goza de intimidade.

Quando você deixa certas coisas não ditas e inflamadas (tanto em sua mente quanto em seu relacionamento), pode ser difícil manter a intimidade viva e bem. Aprender estratégias de enfrentamento individualizadas e técnicas de gerenciamento de estresse o ajudará a controlar seu bem-estar emocional e mental.

8. Valorize seu tempo:

Certifique-se de reservar algum tempo pessoal só para você. Você já ouviu falar de noites regulares com seu parceiro. Mas não se esqueça de agendar datas com você mesmo para algum tempo sozinho de autocuidado .

Como pai, você é um cuidador e, com frequência, as necessidades de seus filhos ofuscam as suas. Dar a si mesmo a doação de “encontros pessoais” regulares permitirá que você se sinta realizado, independente e pronto para apoiar seus entes queridos.

Planeje um dia de spa, uma tarde na livraria, um picnic-for-one em um parque favorito cercado pela natureza ou simplesmente um banho de espuma no final do dia.

9. Acenda sua criatividade:

Sintonize seus instintos naturais para alimentar seu lado criativo. Veja o que sai dessa intenção. O que você quer criar (dentro e fora do quarto)? Criação no quarto não significa mais filhos. Pode significar posições diferentes ou tentar coisas novas que você não tenha feito antes… O que você sempre quis fazer? Converse com seu parceiro sobre suas fantasias e qualquer coisa que eles gostariam de experimentar. Seja criativo!

10. Saiba que você não é o único:

Muitos pais lutam com baixa libido – apenas confira Pais de hoje – A vida sexual da pesquisa de pais canadenses. Então você não está sozinho. Atue hoje com estas estratégias simples e abra possibilidades excitantes.